Imprensa

Alguns artigos e entrevistas em que tenho participado e que abordam a temática da Insolvência e da recuperação de empresas e pessoas singulares. Escrever é uma eterna confissão.

terça, 08 fevereiro 2011 22:32

Entrevista RTP N

Escrito por Luís M. Martins

Entrevista: RTP N
Data
: Fevereiro de 2011.
Resumo: Entrevista sobre insolvência de pessoas singulares e formas de recuperação economico-financeira.

"...o Código de insolvência permite duas formas de recuperação judicial para as pessoas singulares (...) o plano de pagamentos apresentado pela pessoa tendo em conta o que pode pagar vai para o juiz e este envia para os cerdores para ver se estes aceitam..."

"... nos casos em que não se consegue pagar deve avançar-se para a exoneração do passivo restante...fins dos cinco anos se agir de boa fé, liberta-se a pessoa do que ainda deve...".

sábado, 08 janeiro 2011 17:25

Entrevista Telejornal RTP 1

Escrito por Luís M. Martins

Entrevista: Ao Telejornal da RTP 1
Data
: Janeiro de 2011.
Resumo: Entrevista sobre insolvência de pessoas singulares e formas de recuperação economico-financeira.

Quando uma família declara insolvência "...a lei permite às pessoas singulares recorrer ao tribunal apresentar um plano de pagamentos aos credores ou então recorrer ao perdão das dívidas através da exoneração do passivo restante, o chamado Fresh Start...".

"...medida importada dos Estados Unidos que está em vigor em Portugal desde 2004, e que permite às pessoas singulares conseguir um perdão das dívidas que não conseguem pagar...".

segunda, 06 dezembro 2010 16:50

Entrevista Jornal 2 RTP

Escrito por Luís M. Martins

Entrevista.Jornal 2 da RTP.
Data
: 2009.
Resumo: Entrevista ao Jornal 2 da RTP sobre insolvência e recuperação de empresas e pessoas singulares.

"o termo falência é diferente de insolvência (...) a maoir parte das empresas, apesar de elaborar bons planos de insolvência, mas não consegue sucesso pois a recuperação em época de crise não é fácil..."

(...) por detrás da insolvência de uma empresa estão pessoas (...) para as pessoas singulares permite que apresentem um plano de pagamento aos credores ou através da exoneração do passivo/perdão das dívidas..."

Pág. 3 de 13